• 16 de August de 2018
  • LANGUAGE:
    • English
    • Español
    • France
    • Chinese
ONDE IR? COMO IR? O QUE FAZER? COMECE A VIAJAR AQUI...

O QUE É NOTÍCIA

Chef Luiz Filipe Souza no Bocuse d`Or Lyon 2019

Chef Luiz Filipe Souza no Bocuse d`Or Lyon 2019

Categoria: Gastronomia

Noite de comemoração na gastronomia brasileira. O chef Luiz Filipe Souza, do elogiado restaurante Evvai, vai disputar vaga na final do @bocusedor, em Lyon, na França. Neste último domingo, dia 27, ele reuniu a imprensa, parceiros, apoiadores e amigos, no #Evvai, em São Paulo.

Ele e a chef presidente do presidente do Bocuse d’Or no Brasil Giovanna Grossi agradeceram a todos e lançaram a campanha por apoio para esta próxima etapa do maior concurso de gastronomia do mundo.

A campanha de financiamento está no ar site Catarse.me e é uma das formas de apoiar a equipe que vai para a disputa na França A fase da competição nacional deste ano  aconteceu no último mês de março durante o Salão Internacional de Restaurantes, Hotelaria e Alimentação (Sirha), em São Paulo. 

Com um sorriso meio tímido, esse jovem talento é uma mistura de felicidade com inquietação. “Não é fácil representar o Brasil no maior concurso de gastronomia do mundo. O apoio de todos, cada um na sua área, é essencial para nos ajudar nesta difícil disputa”, disse para os convidados.

Ao lado dos chefs @GugaRocha, @VictorVasconcelos e @IvanRalston, @LuizFelipeSilva agradeceu o apoio e a inspiração do chef francês Laurent Suaudeau, também presente. 

Este ex-administrador de empresas trocou o mundo das finanças em um banco para estudar gastronomia. A família ressabiada disse que se quisesse seguir esta nova carreira, tinha que trabalhar. E foi o que ele fez. Ao sair da nova faculdade, fez estágio no Fasano, onde conheceu o chef Salvatore Loi. Aos poucos mostrou seu talento e se tornou braço-direito do chef italiano. Passou pelos restaurantes Girarrosto, Mozza, Loi Ristorantino e Salvatore Loi, depois de uma temporada nos Estados Unidos. Aos 28 anos, assume o comando do Evvai, que inicialmente era de Loi. Sua dedicação o leva agora a representar o Brasil na França.

Na penúltima etapa, realizada neste ano, no México, recebe  o prêmio "Special Platter" (Melhor Bandeja, em tradução livre), e garante a participação na final do Bocuse D'Or, que acontece em janeiro de 2019, em Lyon.

Ele reconhece que países como Canadá e Estados Unidos têm uma estrutura por trás infinitamente maior que as demais nações das Américas. Mas isso não o desanima. “O Bocuse d’Or é uma prova muito difícil. É um momento de você com você mesmo. Chegar aqui já é muito bom. Tenho poucos meses pela frente para a preparação e vamos chegar lá”, comemora. Talento e disposição não faltam. Nós, ficamos na torcida para que ele leve a bandeira do Brasil à consagração em Lyon.

O Bocuse d’Or foi criado em 1987 pelo chef francês Paul Bocuse, que morreu neste ano, aos 91 anos. Com etapas nacionais e continentais, além da final em Lyon, o maior concurso da gastronomia mundial tem a final a cada dois anos em Lyon, na França. O Brasil já este na fase final dez vezes. A melhor colocação foi o 10º lugar, em 1997, com o chef Naím dos Santos. Em 2017, a chef Giovanna Grossi, atual presidente do Comitê Bocuse D´Or Brasil ficou  15º lugar. Clique aqui para saber mais e acompanhar as novidades do Bocuse D’Or.

Veja o vídeo: